sábado, 29 de dezembro de 2018

Consertando as coisas!




Numa das minhas considerações sobre o posicionamento do coldre interno para o porte frontal (apêndice), uma imagem foi usada para ilustrar o posicionamento ruim.

Então um amigo pediu que a posição mais apropriada fosse esclarecida. Por isso esta postagem vai com a demonstração.

As imagens explicam, por si mesmas, a razão para existir algum espaço entre a linha da cintura da calça e a empunhadura da arma. O próprio coldre foi desenhado para permitir essa distância.

Mas essa posição não deixa a arma mais perceptível? Não é preferível esconder a arma ao máximo?

Para a maioria das pessoas, a altura da sua arma faz pouca diferença, pois elas vivem num estado de desatenção quase contínuo. Por isso elas são incapazes de perceber que você está armado.

Já os criminosos só sabem que alguém está armado quando fazem uma busca pessoal. Numa situação assim, a altura da sua arma, mais uma vez, não faz diferença sob o aspecto da visualização. Entretanto, faz toda a diferença na sua capacidade de sacar rápido e corretamente, inclusive se for necessário usar apenas a mão forte.

Portanto, você precisa manter sua arma discreta até o ponto que isso não comprometa sua empunhadura e seu saque. Como o primeiro compromisso de todo policial ou cidadão armado é com o estado de alerta, é preferível estar em melhor condição para agir em vez de reagir com dificuldade.

O coldre usado nas imagens é a primeira versão do @coldresspartan

Humberto Wendling é policial, instrutor de armamento e tiro e autor dos livros Autodefesa contra o crime e a violência – um guia para civis e policiais e Sobrevivência Policial – morrer não faz parte do plano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário